Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

a herança do vazio

a herança do vazio

15
Mai18

Vou opinar sobre o Festival Eurovisão da Canção

m.

De há uns anos para cá temos (eu por associação, mas também opino) organizado um post de debate naquela rede social que a maioria de nós temos, que serve para muito, e em termos de debate então é uma verdadeira mina, adiante, começamos o ano passado, pelo menos eu, e o ano passado foi top, ganhámos, o Salvador Sobral, e uma nação inteira que há mais de cinquenta anos anda nestas lides e nunca tínhamos ganho nada. Os debates foram refrescantes e unânimes, ele era mesmo o melhor.

Este anos organizámos (Obrigado I. és a maior), e começamos por debater as semi finais, aqui ficamos uns convencidos das músicas que passavam, outros desiludidos, algumas já sabíamos que passavam sem sequer muito esforço, na segunda semi final, o leque das músicas foi excelente, gostei da maioria delas, e ai as minhas favoritas passaram e eu fiquei contente.

E eis que chega ao dia da final, 12 de Maio, o ano passado ganhámos este ano, esperamos ter uma boa classificação, não,  a nossa música era fraquinha, não me convencia de forma nenhuma. Quando comecei a ver as votações, fixe a que diziam que ia ganhar, está em segundo ou terceiro, portanto, pode que ganhe outra qualquer que não ela, a Toy, mas as votações do público, foram unânimes e a maior pontuação foi mesmo uma brincadeira, de mau gosto e de má música.

Para mim um dos momentos altos da noite foi a interpretação do salvador Sobral, foi tão bom ouvi-lo.

 

Tenho uma dúvida, Israel e Austrália pertencem à Europa? É que para mim isso é mesmo novidade, tenho de voltar aos velhinhos livros de geografia.