Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

a herança do vazio

Blogue de pensamentos, acontecimentos, experiências, viagens e coisas minhas.

a herança do vazio

Blogue de pensamentos, acontecimentos, experiências, viagens e coisas minhas.

Julho 25, 2017

m.

 

Cheguei cedíssimo a praia, porque o ar da manhã é sempre mais benéfico para a saúde,  a praia estava praticamente vazia, os merendeiros estavam a tomar o pequeno almoço e ainda não tinham ido "marcar" o lugar na praia, coisa que fiz, deixei as minhas coisas, e toca a fazer um exercício matinal de alguns kms, quando regresso, feliz e encantada, porque o exercício foi excelente para a saúde física e mental, começo a preparar-me para o meu banho de sol, e começo a perceber, que vinha ali muita gente...

.... toda junta e a berrar uns com os outros, e começam a dirigir-se para perto do meu espaço,  começam a ocupar tudo com malas carregadas de farnel (não o deixaram no pinhal, porquê???), e quase que me atropelam, a sério temi, pela minha pessoa estendida na toalha e descansadinha, a confusão foi de tal ordem, que tive mesmo de me indispor e perguntar se queriam que saísse para não incomodar, que parolos a sério, armados em parvos,  invasores de espaço,  ainda havia espaço para o mega-grupo deles ficarem todos juntos,  não havia nenhuma necessidade de fazerem aquela figura, com outras pessoas mais afastadas a olhar, para eles, assim, ficaram ao pé do caixote do lixo (que nojo), entre, com um casal, que tinha deixado o chapéu e as toalhas estendidas, não se sentando nas toalhas e debaixo do chapéu por pouco, a minha pessoa, e outro casal de velhotes que também os ouvi resmungar porque os parolos dos filhos dos parolos estavam a atirar a bola e areia (não bastava o vento) para eles. A sério, esta gente não tem respeito por nada nem ninguém, vão para algum lado e acham que é tudo deles, sem respeito por quem já está e pelos outros, o espaço público é de todos, mas respeitar sempre em vez de passar por cima ou pisar.

Bom no meio de tanta parolice, e na hora de almoço, estava eu a degustar o meu farnel, um casal os mais idosos do grupo, e possivelmente os mais civilizados, ofereceram-me presunto e "binho", não resisti a tanta simpatia e tive de perguntar de onde eram, somos do lugar X, caiu-me tudo quando disseram o local, ainda por cima são dali, bom recusei educadamente os oferecimentos e lá me contaram uma outra ida à praia deles, okay, percebi mesmo para serem do local X, a praia é todo um acontecimento.

Um horror, eu consegui o meu espaço, estive descansada a ignorá-los e a ouvir música, a ler um excelente livro, e quando me apetecia, sacudia,  a toalha, levantava-me, entrava e saia como se fosse dona do meu bocadinho e do deles..toma lá que é para aprenderes, senhora loira, mal educada.

Felizmente que de tarde havia apenas música em alto som, mas até gostei da música, e  assim não queimei bateria do telemóvel,  e estavam descansadas nas toalhas a fazer hora para o banho,  mas o que aconteceu incomodou-me, envergonhou-me vamos ser estúpidos e mal educados só para mostrarmos que estamos ali e fazemos um basqueiro.

 

É por estas e por outras que depois nós os Portugueses temos má fama. E não havia necessidade, há que ser civilizados e respeitadores seja aqui seja na "China".

 

Julho 17, 2017

m.

Desta cidade onde moro, interior, norte e longe de praias e do nosso litoral tão português, as pessoas acorrem a Vigo, e ás suas praias, convenhamos, fazer +/-180 Km, é diferente de fazer +/- 700Km, é que ontem fui a Vigo, e já tendo ido ao Algarve, realmente Vigo visto daqui é o Algarve, até nos preços são similares, mas Vigo é mais barato, não têm o inconveniente da língua, podemos falar português á vontade que eles percebem perfeitamente, ou quase, a menina do M* estava  a fazer-se esquisita de eu pronunciar "caramelo" em português em vez de "Caramelo" en español.

Começou cedíssimo, ás 4:37 sem despertador, que só tocou ás 5:00, mas faltando menos de nada, e como de manhã as coisas correm a velocidade caracol, levantei-me, e fiz tudo estava preparado para sair por volta das 5:30, ou seja que se me levanto ás 5:00 não tinha tempo para tudo aquela velocidade.

Autocarro, lugar escolhido, e lá embarcamos, eu e 52-51-53-54, não houve consenso em relação ao número de passageiros, mas não importa, a viagem foi rápida e agradável, e chegados á praia, pousamos as coisas e tomar o pequeno almoço, e uma grande caminhada pela praia com muitos duches á mistura,  a temperatura da água estava excelente, no areal ainda havia muitos locais para colocar  a toalha, mas o nosso lugar já estava marcado.

Peixes na água nós os quatro, e só descansamos quando a fome e outras necessidades apertaram, e quando demos pela manhã tinha fugido rapidamente, eram 12:30, as nossas 11:30, quando acampamos numa mesa, a degustar o nosso pic-nic, porque confesso estava com fome. Tivemos convidadas para almoço, as gaivotas, essas larápios, que até ás mãos das pessoas iam roubar a comida. Medo.

Depois do almoço, café e como alguém quer muito gelados do M*, lá fomos nós enfrentar uma gigantesca, quem diz uma, três ou quatro aglomerações de pessoas que ninguém se entendida, e era a confusão total, até que finalmente entramos na fila certa, e em menos de 15 minutos um geladinho fresquinho para aplacar o calor.

Na tarde, apenas nos ficamos pelas toalhas, e mais uma caminhada, de volta de mexilhões e lapas, e começa a soprar uma brisa e um nevoeiro, que se tornam desagradáveis. Lanche e voltamos para o autocarro, para embarcar em direcção a casa.

 

Um dia espetacular, em boa companhia, um tempo agradável de praia e uma descoberta.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub