Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

a herança do vazio

Blogue de pensamentos, acontecimentos, experiências, viagens e coisas minhas.

a herança do vazio

Blogue de pensamentos, acontecimentos, experiências, viagens e coisas minhas.

Novembro 05, 2022

m.

Bom dia

Hoje acordei bem disposta,  dois minutos antes do despertador, e com energia, sempre ligo ao meu pai, a dar os bons dias, moramos longe e assim as saudades e a ausência tornam.-se mais leves, e entre perguntar o que andava a fazer, como está o tempo (um sol maravilhoso, inveja saudável, porque aqui temos "neboeiro", como não?), e entre conversas de pai/filha acabamos a falar de ceroulas, essas calças que o meu avó usava no Inverno, em oposição aos nossos colans de lã, e que o meu pai religiosamente usa no Outono/Inverno e quando basicamente tem frio. 

 

"Neboeiro" - Palavra para nevoeiro, escuto por aqui e acho que não devemos perder estes regionalismos, que nos identificam e caracterizam. 

Julho 19, 2021

m.

Eu tenho uma família, estranha, para dizer o mínimo. 

Da parte materna, existem uma imensidão de tios, tias e primos, e com quantos falo? Dois ou isso, e é porque lhes ligo. Os outros acompanho nas redes sociais, e também é lá na grande montra das notícias, que sei de falecimentos, aniversários (este é o único que dá jeito), casamentos...e outros acontecimentos. Depois vem e queixam-se uns dos outros e eu ouço tudo e calo-me, que não sou cá de intrigas. E eu penso, que esta gente (eu incluída) não somos normais, quer dizer as outras famílias juntam-se comem, bebem, divertem-se,  também se zangam, mas estes só dizem disparates, críticas e má língua, amor, carinho e amizade, só quando eram pequenos e (duvido). Eu nunca vi grandes gestos de carinho entre os meus tios (as lágrimas dos funerais não contam), porque isso não é carinho é outra coisa. 

Enfim sejam felizes.

 

Maio 20, 2021

m.

Tomadas as duas doses da vacina, agora resta-me esperar, continuar  a ter cuidado e começar eu também a pensar em fazer algo mais que trabalhar, caminhar na zona, ir ver a família mais vezes (agora já podemos), e começar a desanuviar estas nuvens cinzentas que tem pairado sobre nós todos. 

Ainda só fiz uma viagem, e soube pela vida, como se costuma dizer, mas como foi de trabalho e motivos familiares, quase não deu para desfrutar do tempo livre para passeio, ou lazer, apenas convívio, e mais trabalho, que fazer. 

Comecei a pensar, qual será a minha primeira visita  a uma cidade depois deste ano de 2000, tenho várias ideias, mas ainda não vai ser este fim de semana.

Planear já é meio caminho para desconfinar...

 

Abril 20, 2021

m.

Este fim de semana foi o regresso à normalidade possível, fiz uma grande viagem, e já tinha saudades de fazer quilómetros e ficar cansada só de ir sentada, desfrutar da paisagem e sentir um pouco de normalidade nesta nova realidade que temos de viver.  

Rever amigos e familiares há tanto tempo que não nos víamos e só pudemos estar de máscara, sim houve beijinhos e cotovelinhos de máscara e até disso nos rimos com vontade, esta nossa nova realidade, até quando não sabemos, mas até lá, voltamos sempre que possível em segurança e com confiança que melhores dias virão, só que não sabemos quando. E essa incerteza é terrível. Mas eu como sou optimista por natureza, vou já programar a minha próxima viagem em segurança, e com confiança.

A esperança é a última a morrer, e nós vamos conseguir vence-lo. 

Janeiro 26, 2021

m.

Continuamos e estamos confinados, a casa, ao trabalho e ás compras, pouco mais podemos fazer, mas ainda assim, se ouvem ás vezes nas notícias, que a polícia, fechou aquele estabelecimento, invadiu aquela festa.

Pessoas temos de nos afastar, para podermos voltar a estar. Quanto mais depressa nos afastarmos, mais depressa nos juntamos.

Eu juntei-me no Natal, confesso, mas estivemos afastados e antes de jantarmos todos, estivemos uns dias, uns com os outros de máscara, arriscámos, mas em segurança, e a família grande, ficou reduzida a quatro adultos, e uma criança, e uma mesa grande com muitos espaços para preencher. Fizemos videochamadas, queimamos o saldo dos dados móveis e da net, mas foi diferente, mas ao mesmo tempo especial. 

Até as prendas este ano foram especiais e com mais sentido, pijamas para todos. 

 

Julho 31, 2020

m.

O mês das férias por excelência, e o quase final do ano, porque depois deste mês passado, é Outono, e depois Inverno e finalmente termina 2020....

Agosto para mim é sempre um mês de mudança, um depois e um antes.

Este ano é uma incógnita e um desconfiar de tudo e de todos, nada é ou será igual.

O que nos reserva o futuro, não sabemos, o presente estamos a vivê-lo com cuidados redobrados.

Este ano até nisto é "especial", as nossas férias serão diferentes e estranhas, mas não podem deixar de ser dentro de tudo as nossas férias em tempos de COVID-19, e só por isso infelizmente, serão sempre diferentes. 

Junho 29, 2020

m.

....Queremos mais férias, isto é quase senso comum, e realidade, como aquela segunda feira chata, em que o fim de semana foi tão bom, mas passou tão rápido. Entre casa, e caminhadas, leituras, companhias e festas, pouco frequentadas, e divididas por dois dias, que ainda estamos em perigo todos, com a devida distância e segurança sopraram-se as velas em forma de leque sevilhano, porque soprar para os bolos foi proibido, e o que nos divertimos com o abanico.

Entre receios e cuidados, muitas brincadeiras e cantorias....Valha-nos o "santo Youtube".

 

Fevereiro 03, 2020

m.

Quando tens, o almoço, para fazer,  mais mil e uma coisas para fazer, e ocorre-te fazer um bolo, simples e rápido para a sobremesa, qualquer ajuda é bem vinda, neste caso de dois pequenos petizes, que iam fazendo as coisas alternadamente, e com orientação, ocorre-lhes adicionar, "nesquick", juntas, mexes e já está. Na verdade é que foi assim, simples, rápido, eficaz e delicioso. 

O bolo esse estava delicioso, já não deu para fotografar, porque éramos muitos e alguns repetiram....hajam ovos no galinheiro, que mãos para fazer bolos estão mais do que aprovadas.

"A ajuda do menino é pouco, mas quem a perde é louco."

Junho 04, 2019

m.

Sempre gostei deste mês, mas desde há sete anos para cá, então, passou a ser um dos meus meses favoritos, porque é Primavera, há todo o esplendor do jardim, das culturas, há dias grandes e luminosos, e há os aniversariantes, um deles muito especial muito querido, que escolheu este mês para nos agraciar com o seu sorriso, a sua simpatia, a sua traquinice, a sua humildade e grande coração. 

Parabéns meu T. 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub