Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

a herança do vazio

Blogue de pensamentos, acontecimentos, experiências, viagens e coisas minhas.

a herança do vazio

Blogue de pensamentos, acontecimentos, experiências, viagens e coisas minhas.

03
Mai20

Dia da Mãe

m.

Desde há 7 anos, passou a ser o dia mais triste do ano.

Foi a última vez que a vi com vida, e ainda recordo aquele aceno, porque sei que sabias que era o último.  

Já tínhamos falado, e sabíamos que era uma questão de tempo, e,  tu já estavas cansada de lutar contra o inevitável, e nós de te vermos sofrer, porque sempre foste a mais forte e corajosa a mais alegre e quando soubestes da gravidade e juntas decidimos não dizer a ninguém, nem aos rapazes, eles são são assim tão corajosos (brincadeira, claro que são fortes, já foram à guerra), são, mas iam ficar tristes e assim ainda tiveram 5 meses de aparente normalidade, não foi fácil respeitar o segredo, mas era mais do que necessário. 

Quando partistes naquela quinta à tarde, (okay os outros acham que foi sábado), mas na quinta vieste dizer-me adeus, e eu quando passo naquele ponto da auto estrada, sei que foi ali, naquele quilómetro naquele entardecer que partiste. E eu despedi-me de ti, porque sei que tu não querias ir, mas a tua dor era tão grande, que não queria ser egoísta e foi um alivio ver terminar o sofrimento de 5 meses, e deixei-te ir e paz. 

A tristeza não passa nem passado 7 anos, mas é uma dor de saudade e "quente" sinto-a como uma carícia e um carinho, e sempre vou recordar-te seja em que dia for, porque para mim o Dia da Mãe, são todos os dias...

2 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar