Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

a herança do vazio

Blogue de pensamentos, acontecimentos e experiências.

a herança do vazio

Blogue de pensamentos, acontecimentos e experiências.

08
Dez18

Viagens para abastecer

m.

Vou só ali ao estrangeiro e volto já. 

Isto só para dizer que sim eu vou abastecer o carro ao estrangeiro   e não fico com peso na consciência.

Acho que tudo o que fizer para não engordar os lobbies é bom e a minha carteira essa saltita com os trocos que poupo.

 

02
Dez18

A dúvida das crianças

m.

Acontece termos duas mãos pequeninas e já ocupadas com uma tangerina e um brinquedo.  A tia oferece um pacote de mini sarties.. 

Olha para uma mão e para a outra. Para e coloca a tangerina no bolso (para mais tarde diz) e aceita os smarties. 

Obrigado 

Podias ir buscar uma faca ???

Uma faca?

Para me descascares a tangerina ....claro!!!! 

29
Nov18

Os insultos gratuitos

m.

Anônimos e gratuitos nas redes sociais. Dão que pensar. Estava s ler sobre um qualquer programa de tv. E de repente e de todas as opiniões chegam-se aos insultos gratuitos dando azo a actos de violência verbal.

Quando o que queres é descontrair,  ler as fofocas sobre um determinado programa.  Somos confrontados com uma vontade de bater em retirada daquelas redes que nos apanham desprevenidas e são desrespeitosas dos outros. 

18
Nov18

O meu doce favorito, foi corrompido

m.

Como tenho pouco tempo, não consegui fazer o doce de abóbora, e pedi a um familiar o favor de mo fazer, dei-lhe todos os ingredientes, os frascos, e na semana passada liga-me a dizer que já me fez o doce, agradeço, na sexta quando chego a casa, o meu pai está a comer doce com pão, e eu pergunto se é o de abóbora;

-Sim, mas não se desfez o açúcar, precisa de mais calor e de apurar.

Depois do jantar, provei e eu que adoro doce de abóbora, noto os grãos de açúcar e só penso em abóbora com açúcar, a desilusão é total e denoto toda a má vontade, que alguém empregou na cozedura daqueles ingredientes.

16
Nov18

Fim de semana quase quase a chegar

m.

Ainda bem que amanhã não trabalho, esta injecção de animo tão necessária depois de dias exaustivos,

"Quase que não se para de trabalhar, e quando  se para, não paro de pensar em trabalho...."

Ainda dizem que F não faz nada, venham aqui que eu troco o meu pelo deles....

13
Nov18

Coisas saudáveis - Sem açúcar

m.

Há uns dias, nas nossas caminhadas íamos falando dos açucares e similares;

Eu dizia; só coloco meio pacote de açúcar, logo pela manhã, depois meio ao almoço e ao lanche, até nem é mau. Mas pensando bem, fica logo só naqueles cristais brilhantes (o brilha atrai-nos), 12 gr de veneno (sim é o que dizem, o açúcar é um veneno, sim, eu concordo).

Diz-me a outra pessoa, e porque não te habituas a beber o café, a meia de leite, o galão ou o que seja sem nenhum açúcar, vais ver que vais gostar, é uma questão de hábito, e depois de te habituares nem estranhas.

E aceitei o desafio, pela  minha saúde, logo na manhã seguinte tomei o pequeno almoço sem o meio pacotinho, soube horrível, mesmo, assim amargo, mas passei o primeiro teste, ao almoço fomos ao café (este hábito tão enraizado e necessário à maioria dos tugas), e deixei o pacote sem abrir, ofereceram-me a outra metade e recusei, e o café soube-me muito bem, e desde esse longínquo dia há quase um mês que tomo tudo sem os cristais brancos e brilhantes que tanto me atraiam.

Na realidade e pensando no antes e no agora, não sinto mesmo nada a falta do açúcar nos cafés, sinto-me mais saudável apenas com mais uma pequena mudança.

 

13
Nov18

"Casinha"

m.

No domingo a noite fui tal como muitos portugueses surpreendida (mesmo nada) pelas noticias, e qual não é o meu espanto, que ouço falar em  "casinha". Logo me veio ao pensamento, quem é que tal como eu quando vai à  casa de banho se refere a ela como "casinha" ????

Afinal era outra.....

12
Nov18

Prazo de validade dos telemóveis

m.

Uma realidade com a qual já tinha sido confrontada e avisada, o prazo de validade dos telemóveis, assim como assim mais valia mesmo porem data, porque nem todas as actualizações, limpezas, libertação de espaço ás vezes chegam para impedir a expiação.

O meu telemóvel de uma marca até com alguma aceitação no mercado "faleceu" este fim de semana, apesar das nossas tentativas desesperadas de o ligar à vida, valham-nos as redes sociais para nos manter a par do que se passa no mundo, é que a par do telemóvel a tv ontem não funcionava, hoje de manhã sim, por isso só estou em luto pelo telemóvel.

Fomos bastante felizes nestes 4-3 anos, fizemos montes de chamadas, mensagens, alegres, outras tristes, sorrimos para a câmara, filmamos, quais operadores de câmara as nossas músicas favoritas, passamos por paisagens de sonho e registamos momentos traquinas e hilariantes.

Todos os dias me irritavas logo pela manhã com aquele teu toque de despertar, mas depois fazíamos logo as pazes, ao vermos que ainda tinhamos tempo para relaxarmos antes de irmos para o emprego.

Foste emprestado, caístes muitas vezes, e sempre te salvei, tivestes vírus, e o senhor simpático tratou-te. Estás todo riscadinho, porque não há capa que te segure, és preto e tens um fundo de alegria e esperança.

No fundo, bem lá no fundo foste um companheiro em todas as horas e estivestes lá nos momentos em que mais precisei de ti.

Adeus meu telemóvel. Vou ter de criar  laços com outro.

 

11
Nov18

Porto em dia de temporal

m.

Eu adoro o Porto, cidade, acho uma cidade com um encanto especial, e adoro a pronúncia e acho as pessoas super simpáticas, tenho sempre uma excelente impressão cada vez que vou.

Desta vez não foi diferente, com hora marcada para compromissos de manhã e de tarde, sem sequer pedir, a senhora disse-me se queria que ela visse se a colega me podia também atender de manhã, para não perder tanto tempo ali. Não pedi nada, a solicitude dela foi espectacular e muito atenciosa, fazem falta mais M* assim no atendimento. 

Claro que depois dos compromissos tratados tinha bastante tempo para passar pelos pontos que tinha planeado, mas desta vez o tempo não ajudou, deu isso sim para me ir abrigando e descobrindo tesouros escondidos do Porto, em passo de empurrão pelo vendaval e pela chuva que estava a aumentar de intensidade, o vento também, e nem o meu chapéu resistiu à intempérie.

O almoço foi, não uma francesinha mas uma tosta mista (era mais rápida) e de sobremesa comprei uns palmiers gigantes com uma aroma e um gosto de comer dois ou três logo de seguida, o senhor bem me disse para os levar todos, e tinha razão, mas da próxima não me escapam mais um, porque era mesmo delicioso....

Tive a sorte (estava a chover e foi um bocado para me abrigar) de assistir a um Concerto de Órgão na Igreja dos Clérigos, uma surpresa muito bem vinda, ainda descobri a "Casa Escondida" entre a Igreja das Carmelitas, adorei um verdadeiro tesouro. Depois de ter ficado com o chapéu mesmo virado, varetas partidas ainda fiz uma conversa com uns espanhóis em "portunhol", porque a eles lhes aconteceu o mesmo, e não dava para chorar por isso rimos da situação, e soube muito bem, a passo de quase corrida (o vento estava possuído), empurrada pelo vento entre noutra Igreja a de Santo António, quantas vezes já por ali passei??? Centenas, e como não entrei, foi a pergunta que fiz a mim mesma. 

Apesar de ter o Café A Brasileira mesmo à minha frente, não ousei atravessar a rua, e entrei numa confeitaria, e saí de lá com um café e um mini bolo rei....

Uma viagem curta, chuvosa, ventosa, com prejuízos (ninguém gosta de perder o seu único chapéu de chuva), mas rica emocionalmente, culturalmente, e desgraçadamente com umas boas gramas a mais. 

 

DSC08687.JPG

 

07
Nov18

O sapo mentiu....ou um post sem sentido

m.

Sou consumidora assídua da meteorologia, e acabou de cair aqui uma carga de água, o sapo indicava tempo de sol com nuvens aqui na cidade....Podem rectificar!! 

Está um céu azul e sol...Podem rectificar!!!

Está nublado....Podem rectificar!!!

 

Posso continuar? Ou vocês actualizam o tempo, ou eu vou ver as previsões para outro lado! (estou a brincar).

 

Era mesmo só para ver se o tempo se compreendia, mas não começamos a ter as estações quase todas no mesmo dia, só falta mesmo a temperatuira subir e temos quatro estações no mesmo dia!

07
Nov18

Caminhadas sem chuva por favor!!!

m.

Segunda esteve um tempo mais ou menos, e deu para fazer uma boa caminhada, está mais escuro, e em menos de um mês encontram-se apenas poucos, muito poucos resistentes da caminhada/corrida, e íamos a conversar sobre o facto das pessoas só andarem na Primavera/Verão, e no Outono/Inverno deixarem de estar em comunhão com a Natureza, que também é um dos factores que nos faz calçar as sapatilhas, (ou então vão para os ginásios, coisa que nós pobrezinhos não podemos suportar mais uma mensalidade, fora de questão), e começamos a pedir ao Santo do Tempo  a  que pelo menos entre as 17 e as 20, nos deixe sem chuva, pode fazer frio, a malta agasalha-se, mas a chuva para caminhar só mesmo por diversão, não por obrigação.

Ontem terça, estava um tempo de chuva, e nem olhando,  pensando as nuvens cinzentas se afastaram, por isso vamos ter mesmo de pensar em soluções alternativas.....o corredor de casa não serve!!!! Temos de implorar ao Tempo com mais convicção, e também ajudava que aquela malta que andava em Setembro continuasse, assim ele o Tempo tinha mais motivos para não chover nesse intervalo de tempo.

01
Nov18

Abóbora que eu antes odiava agora viram puré.

m.

Se a minha mãe lesse este post, coitada, obrigava-me a voltar a comer todas aquelas sopas e bocados de abóbora que eu recusava, tirava empurrava dos pratos. Agora é um dos meus legumes (?? não sei bem se é um legume) favoritos. Uma noite destas a pensar na janta, vou ao frigorífico e encontro uma embalagem de abóbora esquecida e na bancada umas apetitosas batatas doces, nem hesito, soa-me a puré, se não gostarmos paciência, mas não há como experimentar, e depois de tudo cozido e reduzido a puré voltou ao lume para ganhar uma daquelas texturas de que falam os chefs, e depois só servir com um belo peixinho no forno, o resultado do puré foi só um estrondoso sucesso e um prato a repetir sem dúvida, simples, saboroso e saudável.

 

31
Out18

Andam morcegos a voar no meu blogue...

m.

....e eu assustada como tudo, que já tive o desprazer de ter um encontro de fugir de imediato, a correr a sete pés (mas não sei onde fui buscar os outros cinco) de um morcego caído com as asas abertas e aqueles olhos de susto (meu não dele), parado ali mesmo ao lado da porta da condutora....claro que entrei pelo lado do passageiro, que achou aquilo ainda mais assustador do que o próprio morcego, o parvalhão.

O morcego lá ficou caído, espezinhado por quaisquer rodas, até que uma alminha caridosa (não esta) o retirou e o devolveu a um qualquer cemitério de morcegos....

 

Feliz Noite das Bruxas....vulgo Halloween

30
Out18

Wook; Leituras e Tempo

m.
30
Out18

Disciplina / Indisciplina

m.

Eu tento, a sério, até já tenho um bloco verdadeiro de papel com argolas, com as páginas ainda certinhas e vou tomando notas sobre o que eu quero escrever aqui,   mas ainda não consigo escrever todos os dias, por falta de tempo no trabalho, falta de isnpiração, como vejo em alguns blogues....queria tanto ser assim, disciplinada e certinha, mas não sou mesmo assim desorganizada / indisciplinada .....e tenho orgulho nisso.

30
Out18

Trabalhar com felicidade ou felicidade no trabalho

m.

Sabes que estás bem no trabalho, quando te dizem:

- Só falam de trabalho e o essencial;

- Recados não passam de uns aos outros;

- Almoçam no serviço e sozinhos;

- Não fazem qualquer convívio dentro ou fora;

- Alguém assobia para o lado e não quer saber;

- Quando resolvem problemas, mal, nem se preocupam em refazê-los;

- Não há respeito pelas hierarquias....

 

.....E dás-te conta que no teu local de trabalho, não se passa nada disso,  todos trabalham para o mesmo fim, todos se respeitam uns aos outros, e convivem dentro e fora.

 

Somos uns curtidos e divertidos e muito trabalhadores..... e sobretudo um grupo coeso que se entreajuda com um fim maior. 

 

 

 

 

10
Out18

Outono cada ano

m.

E  eis que chegamos aquela estação do ano, em que as folhas começam a cair, as temperaturas a cair, e nós a ficarmos gripados, nasalados, mas isto tira beleza à estação, não, claro que não, a estação mais bela do ano entrou em força e foi recebida por mim de pijama,  mantas quentinhas, e lenços de papel,  já preparados.

Ainda no domingo dei por mim extasiada com a beleza da paisagem numa região com um potencial Outonal gigante, é o poder da Natureza de renovar-se a cada ano, e a cada agressão, impossível ficar indiferente ao maravilhoso dom e mistério, a esta magia impressionante que nos deslumbra e deixa completamente rendidas a ela.  

28
Set18

Aquela altura....

m.

... em que estás tão embrenhada nas leituras, que te esqueces do Mundo, a tua realidade é a história que estás a ler, e naquele momento crucial da história a poucas páginas de descobrires realmente o mistério, alguém te chama e ficas confusa, alheada de onde te encontras, porque onde estiveste não tem nada a ver.